.


.
NOTA DE PRESENÇA











Programa do 7º Congresso A.P.A. 2018
Praxis Mentis
Praxis Mentis
A A.P.A foi criada há cerca de 10 anos durante um almoço efetuado em Portalegre e que congregou três apreciadores da gastronomia Alentejana e da Psiquiatria Geral: os Drs. António José Albuquerque, Manuel Sardinha e eu próprio.
Apesar das Jornadas de Saúde Mental e do Alentejo, sempre animadas por Manuel Sardinha e colaboradores terem sido um marco importante nos eventos psiquiátricos nacionais, pensámos trabalhar no sentido de se dar maior dimensão e projeção à debilitada psiquiatria no Alentejo que sobre vivia com um pequeno número de profissionais em Saúde Mental. Como imagem de marca deste desígnio, António Albuquerque sugeriu o acrónimo APA à semelhança da Associação Americana, que, segundo Manuel Sardinha permitiria aos colegas, usuais frequentadores da congénere americana, poderem continuar a ir à APA, esta, a nossa, já que a outra ficou repentinamente fora de mão. Quanto à questão ética de uso de acrónimo já conhecido eu aportei um elemento historiográfico não desprezível: Alentejo Precede América.
E foi assim que começámos, procurando desde sempre fomentar um ambiente típico e característico que nos levou a Sines, Serpa e Castelo de Vide, ajudando ao desenvolvimento da psiquiatria Alentejana, como é o exemplo de Beja e do trabalho da Dra. Ana Matos Pires e colaboradores.
Agora, deixámos de ter o nosso Presidente Vitalício, que o era não só por ser o criador da APA, mas também porque António Albuquerque representava aquilo que é mais difícil: "ser
popular sem ser popularucho". E também não existirem coffee-breaks porque " os breaks são quando a mulher ou o homem quiserem". Uma figura importante do Ministério da Saúde afirmou sobre a APA: "...também aquilo é só comer e beber..". Enganou-se. Colocou a mais a palavra "só".
A APA é muito mais que só. É claro que deixou de ser convidado. A vontade de António José
Albuquerque, essa,  manter-se-á presente. Os Congressos da APA tratarão livremente dos assuntos que se ligam a quem trabalha em Psiquiatria com focos no particular e no geral. E com a boa-disposição habitual.
A Direção passou a estar constituída por mim próprio, pelo Dr. Manuel Sardinha e pelo Dr. João Marques Penha. A secção de Formação ficará com a Dra. Ana Matos Pires. O Presidente da Mesa da A.G. é o Dr. António Mota Salgado.
Em 2017 faleceu o Dr. Álvaro de Carvalho, figura destacada na D.G. Saúde e nosso amigo que sempre apoiou a APA não só com a sua presença efetiva mas também com sugestões agradáveis.
Também nos deixou a Dra. Virgínia Ramos, outra amiga sempre presente com a sua simpatia e inteligência. É com muito pesar que estas referências têm de ser expressas.
A temática do presente congresso é bastante geral: problemas e soluções. Haverá uma sessão final sobre as eventuais soluções a problemas identificados por participantes no Congresso e dados a conhecer no seu Secretariado.
Muitos colaboradores trabalharam com a Comissão Organizadora e com o Secretariado. A todos eles se deve a realização de mais um Congresso.
Ao Senhor Presidente da Câmara de Castelo de Vide, António Pita devemos um agradecimento especial, pelas suas qualidades humanas e colaboração sem reservas. A Bem da Saúde Mental




                  
                   Luiz Gamito
Presidente da Comissão Organizadora